ITAJU DO COLONIA

ITAJU DO COLONIA
VREADORA AUGUSTA

PALMIRA

PALMIRA
POINTER DO AÇAI

Itaju do Colônia

Itaju do Colônia
Rádio jornal de Itabuna

Itabuna

Itabuna
Rádio Nacional de Itabuna

Floresta Azul

Floresta Azul
Vereadora Daniela Larangeiras

Floresta Azul

Floresta Azul
Vereadora Daniela Laranjeira

quinta-feira, 23 de janeiro de 2020

Seis estados e o DF recebem alerta para temporais nos próximos diashy


Os estados do Sudeste e Centro-Oeste do país e o Distrito Federal serão atingidos por temporais ou grande volume de chuva nos próximos dias. 
Segundo a meteorologista da Climatempo Josélia Pegorim, o alerta vale principalmente para Minas Gerais, Espírito Santo, Rio de Janeiro, São Paulo, Mato Grosso do Sul e Goiás, além do Distrito Federal, onde a chuva será frequente e deixará as temperaturas mais amenas.
"A chuva pode se apresentar de formas diferentes: forte e rápida, moderada a forte e persistir por muitas horas, ou moderada durante várias horas. Não é uma situação atípica, mas comum para o mês de janeiro", diz Pegorim.
Apesar de não constarem no alerta para temporais, a previsão de chuva se mantém para o Paraná, leste de Santa Catarina, litoral norte do Rio Grande do Sul, Nordeste, áreas do sertão, Tocantins, Acre e Rondônia.
A responsável pelo crescimento das áreas de chuva é a combinação da circulação de ventos com a presença de área de baixa pressão atmosférica sobre o Sudeste e Centro-Oeste.
"Essa circulação de ventos faz com que a umidade e o ar quente venham da Amazônia em direção ao Sudeste e Centro-Oeste. A situação se agrava pelo histórico que temos no verão, particularmente na região Sudeste. Desde meados de novembro estamos com formação maior de áreas de instabilidade", explica Pegorim.
Em locais onde o solo está encharcado e o nível dos rios está acima do normal, há probabilidade de ocorrerem alagamentos, enchentes, deslizamentos de terra e quedas de barreira. 
A maior preocupação, de acordo com a Climatempo, é com os estados de Minas Gerais e Espírito Santo, além das regiões serrana e norte do Rio de Janeiro, porque são locais que recebem grandes volumes de chuva desde o início de janeiro.
Na capital mineira, por exemplo, segundo medição do Instituto Nacional de Meteorologia, de 1º de janeiro até as 9h desta quarta-feira (22) já choveu 486,6 mm, 48% acima da média para janeiro, que é de 329 mm. 
O ano de 2019 foi um dos mais secos desde 1960 para Belo Horizonte, com 88,6 mm de chuva. Em 2020, a cidade vive um mês de janeiro muito próximo da sua normalidade e já tem o terceiro mês mais chuvoso dos últimos dez anos", afirma Pegorim.
Entre quinta-feira (23) e domingo (26), a previsão é que Belo Horizonte acumule de 150 mm a 200 mm de chuva, ou seja, o volume poderá superar os 600 mm nesses quatro dias. "A expectativa é de que Belo Horizonte fique numa situação bastante vulnerável."
Em fevereiro, as áreas de instabilidade continuarão sobre o Sudeste e parte do país.
No estado de São Paulo, o tempo melhora no final de semana. No dia 25 de janeiro, a cidade de São Paulo comemorará seus 466 anos sob sol forte e calor. Os termômetros deverão marcar entre 27ºC e 30ºC no final de semana.


Por: Wender Lima.
Da redação do Tribuna de Pamira.

0 comentários:

Postar um comentário