PALMIRA

PALMIRA
POINTER DO AÇAI

Itaju do Colônia

Itaju do Colônia
Rádio jornal de Itabuna

Itabuna

Itabuna
Rádio Nacional de Itabuna

Floresta Azul

Floresta Azul
Vereadora Daniela Larangeiras

Floresta Azul

Floresta Azul
Vereadora Daniela Laranjeira

segunda-feira, 28 de maio de 2018

P&A/ Bahia Notícias: Rui lidera em todos os cenários e venceria eleições no 1º turno

Diante de uma situação amplamente favorável à reeleição, o governador Rui Costa (PT) lidera todos os cenários para a disputa na Bahia em 2018. O petista, que deixou de enfrentar o prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), considerado o mais competitivo da oposição, caminha para uma reeleição tranquila, ainda que haja o somatório das forças adversárias que, até a realização do levantamento P&A/ Bahia Notícias, estavam em separado.

Mesmo na pesquisa espontânea, quando não são citados os nomes dos postulantes ao cargo, Rui possui uma margem expressiva de vantagem com relação a outros políticos. A pesquisa foi realizada entre os dias 24 e 30 de abril, portanto, após o indicativo de que ACM Neto não seria mais candidato ao governo. No entanto, como os cenários de candidatura ainda não estão completamente definidos, foram testados diversos nomes, entre eles o de José Ronaldo (DEM) e João Gualberto (PSDB), que confirmaram a união na última sexta-feira (25), e a senadora Lídice da Mata (PSB), candidata à reeleição na Câmara Alta.

O favoritismo do governador pode ser observado desde o primeiro questionamento relacionado à disputa pelo Palácio de Ondina, quando o entrevistador não apresentou nenhum nome aos 1.120 eleitores que participaram da pesquisa. O petista foi mencionado por 19%, quase seis vezes mais do que o segundo maior percentual dessa questão: ACM Neto foi citado por 3,2% dos entrevistados, porém não estará na disputa como candidato – o prazo final para deixar a prefeitura de Salvador foi encerrado no último dia 7 de abril e ele permaneceu no posto. O outro nome com percentual expressivo é o do ex-prefeito de Feira de Santana, José Ronaldo, avaliado como principal nome das oposições para participar da disputa eleitoral de 2018. O democrata apareceu como opção para 1,4% dos eleitores. O desencanto com a política também foi observado nesse cenário: 19,1% afirmaram que não votariam em ninguém. Como espaço para crescimento dos candidatos, todavia, 56,1% dos eleitores disseram não saber ainda em quem votar. 

0 comentários:

Postar um comentário