ITAJU DO COLONIA

ITAJU DO COLONIA
VREADORA AUGUSTA

PALMIRA

PALMIRA
POINTER DO AÇAI

Itaju do Colônia

Itaju do Colônia
Rádio jornal de Itabuna

Itabuna

Itabuna
Rádio Nacional de Itabuna

Floresta Azul

Floresta Azul
Vereadora Daniela Larangeiras

Floresta Azul

Floresta Azul
Vereadora Daniela Laranjeira

domingo, 21 de maio de 2017

TOIN DEDINHO EM ENTREVISTA AO BLOG TRIBUNA DE PALMIRA TORNA PÚBLICA A MOTIVAÇÃO DA SUA CONDUÇÃO COERCITIVA E ESCLARECE:

“NÃO FUI PRESO, NÃO ESTOU PRESO, NÃO ESTOU SENDO ACUSADO JUDICIALMENTE DE COISA ALGUMA, NÃO ESTOU RESPONDENDO A NENHUM PROCESSO, NÃO ESTOU SENDO PROCESSADO E MUITO MENOS INVESTIGADO! FUI SIM CONDUZIDO ATÉ A DELEGACIA E LEBERADO LOGO EM SEGUIDA SUGUNDO O DELEGADO POR DESOBEDIÊNCIA ”.
DIANTE DE ILAÇÕES, DIFAMAÇÕES E ACUSAÇÕES INFUNDADAS, POR PARTE DE CONCORRENTES POLÍTICOS E OPORTUNISTA DE PLANTÃO DESTE MUNÍCIPIO, EM ENTREVISTA AO BLOG TRIBUNA DE PALMIRA TOIN DEDINHO COMO SUPLENTE DE VEREADOR TORNA PÚBLICA A MOTIVAÇÃO DA SUA CONDUÇÃO COERCITIVA E ESCLARECE:

“NÃO FUI PRESO, NÃO ESTOU PRESO, NÃO ESTOU SENDO ACUSADO JUDICIALMENTE DE COISA ALGUMA, NÃO ESTOU RESPONDENDO A NENHUM PROCESSO, NÃO ESTOU SENDO PROCESSADO E MUITO MENOS INVESTIGADO! Fui sim conduzido até a delegacia e liberado logo em seguida, segundo o senhor delegado POR DESOBEDIÊNCIA a uma ordem expressa do mesmo.”

NESTA ÚLTIMA QUINTA-FEIRA DIA 18 DE MAIO DE 2017, A POLICIA CÍVIL DE ITAJU DO COLÔNIA – BA, ESTEVE NA FAZENDA MARIA JOICE, UMAS DAS FAZENDAS ADMINISTRADAS POR TOIN DEDINHO, CONFIRMANDO COM O MESMO SE HAVIA UM CONTRATO DE SOCIEDADE ENTRE AS PARTES INTERESSADAS A SABER: FAZENDA MARIA JOICE E UM DETERMINADO CIDADÃO.

NA CONDIÇÃO DE GERENTE DA PROPRIEDADE TOIN DEDINHO, COPEROU VOLUNTARIAMENTE E PASSOU AS INFORMAÇÕES QUE LHE FORAM SOLICITADAS EM RELAÇÃO AO CONTRATO DE SOCIEDADE, NAQUILO QUE ESTAVA À SUA CONDIÇÃO COMO: QUANTIDADE, ARROBAÇÃO, TEMPO DE CONTRATO, FORMA DE PAGAMENTO E ETC... MAS, QUANDO QUESTIONADO SOBRE A POSSIBILIDADE DE ENTREGA DO GADO CONSTANTE NO CONTRATO EM QUESTÃO PARA A POLÍCIA, POR TELEFONE TOIN DEDINHO CONSULTOU A SUA PATROA E PROPRIETÁRIA DA FAZENDA MARIA JOICE, QUE IMPERATIVAMENTE LHE DISSE “SÓ ENTREGUE O GADO A POLÍCIA COM MADADO DE SEGURANÇA”, MENSAGEM ESTA TRANSMITIDA POR TOIN DEDINHO AO DELEGADO.

DIANTE DESTA NEGATIVA, E DA CONDICIONALIDADE IMPOSTA PELA PATROA E DONA DA PROPRIEDADE E TRANSMITIDA POR TOIN DEDINHO AO DELEGADO, DE SÓ ENTREGAR O REFERIDO GADO VIA ORDEM JUDICIAL, O MESMO SE VIU IMPOSSIBILITADO DE FAZER A ENTREGA DO GADO À POLICIA. POR ESTE ÚNICO E EXCLUSIVO MOTIVO, SEGUNDO O SENHOR DELEGADO DE POLICIA O CONDUZIU ATÉ A DELEGACIA POR DESOBEDIÊNCIA, OU SEJA, DESOBEDECEU A UMA ORDEM EXPRESSA DA AUTORIDADE POLICIAL, ONDE AO CHEGAR À DELEGACIA TOIN DEDINHO ASSINOU UM TERMO CIRCUNSTÂNCIADO DE OCORRÊNCIA, POR DESOBEDIÊNCIA  E FOI LIBERADO EM SEGUIDA.

SABENDO QUE SEU FUCIONÁRIO TOIN DEDINHO TINHA SIDO CONDUZINDO PELA POLICIA ATÉ A DELEGACIA, A PROPRIETÁRIA DA FAZENDA MARIA JOICE COMPARECEU À MESMA E CHEGOU A SER OUVIDA PELO DELEGADO E FOI TAXATIVA EM AFIRMAR AO MESMO: “ TOIN DEDINHO NÃO ENTREGOU O GADO A VOCÊS CUMPRINDO AS MINHAS ORDENS DE PATROA E COMO FUNCIONÁRIO RESPOSÁVEL E COMPETENTE QUE É JAMAIS ENTREGARIA A VOCÊS DIANTE DE UMA ORDEM EXPRESSA MINHA!” AINDA EM DEPOIMENTO, MARIA JOICE AFIRMA QUE A FAZENDA RECONHECE O CONTRATO DE SOCIEDADE COM O CONTRATANTE CITADO ACIMA, E AFIRMA “ NÃO HÁ NENHUMA ILEGALIDADE NA ORIGEM DO GADO QUE APARECE NO CONTRATO DE SOCIEDADE COM MINHA PROPRIEDADE, UMA VEZ QUE O GADO É CRIA DA PRÓPRIA FAZENDA E POSTERIORMENTE VENDIDO AO CONTRATANTE ”

A PROPRIETÁRIA DA FAZENDA REAFIRMOU QUE O CONTRATO EXISTENTE SE DÁ ENTRE AS PARTES INTERESSADAS A SABER, EXCLUSIVAMENTE ENTRE A FAZENDA MARIA JOICE E O REFERIDO CONTRATANTE.


DURANTE A ENTREVISTA À TRIBUNA DE PALMIRA, TOIN DEDINHO PEDE UM ESPAÇO PARA AGRADECER O APOIO E A SOLIDARIEDADE DE TODOS, INCLUSIVE NAS REDES SOCIAIS E REAFIRMA SUA IDONEIDADE  MORAL E SUA HONRADEZ.

0 comentários:

Postar um comentário