Eleitorado feminino deve sacramentar a derrota de Bolsonaro

"O discurso de Bolsonaro não é atrativo para as mulheres no geral. Seja por ter uma postura agressiva e competitiva, seja pelas respostas que ele dá a questões de gênero - a respeito de trabalho, salário, família e violência", afirma Andréa, da Unicamp.
Em um possível segundo turno, Bolsonaro pode ser prejudicado pelo baixo desempenho entre as mulheres. "As mulheres, mães, avós, são a maioria do eleitorado. Se Bolsonaro conseguir 30% dos votos das mulheres, ele vai precisar de 70% dos votos dos homens para vencer. Fica difícil", explica o cientista político Bruno Wanderley Reis, da Universidade Federal de Minas Gerais.

Comentários

Anterior Proxima Página inicial