Ciro Gomes afirma que Bolsonaro quer adotar prática de nazismo no Brasil

O candidato do PDT à Presidência da República, Ciro Gomes, se comparou neste sábado, 22, ao ex-primeiro-ministro britânico Winston Churchill. Ao comentar o episódio desta sexta-feira, 21, quando se desentendeu com um eleitor de Jair Bolsonaro (PSL), o ex-governador do Ceará disse ainda que o rival tem uma 'SS', organização paramilitar de Adolf Hitler.O grande estadista do século XX, Winston Churchill, pagou o que estou pagando hoje, quando denunciou precocemente Hitler, nas preliminares do nazismo, que causou uma convulsão na humanidade e matou 70 milhões de seres humanos, pelo estigma do preconceito racial, do preconceito contra gays, mulheres, tudo isso que está na retórica e prática do Bolsonaro e do seu grupo de SS nazistóides", afirmou o pedetista.Segundo Ciro, "o pior de todos" é o general Mourão, vice na chapa do PSL. O presidenciável do PDT acusou ainda o assessor econômico de Bolsonaro, Paulo Guedes, de dar "instrumentalização econômica para esse fascismo, quando propõe sistema de imposto que cobra mais de pobres que de ricos". "Tudo isso precisa ser denunciado, não importa o custo. É preciso enfrentar como Churchill fez. Foi chamado de Bocão, destemperado. Tudo que hoje estou sendo chamado", disse o candidato.

Comentários

Anterior Proxima Página inicial