Em despacho, desembargador cita ‘gozo sádico daqueles que desejam o sofrimento’ de Lula


O desembargador Rogério Favreto, que deferiu liminar que pede a soltura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, neste domingo (8) (clique aqui), citou em seu despacho que a imposição de restrição liberdade em Estado diverso do domicílio do apenado serviria “ao gozo sádico daqueles que desejam o sofrimento do ex-Presidente". Segundo Favreto, a decisão pela soltura se dá “desde a suposta determinação de cumprimento de pena restritiva de liberdade antes do trânsito em julgado da condenação, a negativa de possibilitar o cumprimento da medida em local próximo seu meio social e familiar e, por fim, a concessão de garantia à livre manifestação de pensamento por meio de acesso a qualquer órgão de imprensa”.

Comentários

Anterior Proxima Página inicial