Brasil: Palocci, um escárnio para a Lava Jato

Caso Palocci prova mais uma vez, que a Lava Jato entrega destino do país a bandidos. Agora não é metáfora, é fato mesmo. Tão logo o STF tirou das mãos de Sergio Moro o sitio de Atibaia e um terreno anexada pelo mesmo á operação Lava Jato alegando improcedente, já que a jurisprudência do caso pertence ao Estado de São Paulo, para o todo poderoso juiz entrar em cena e negociar a delação premiada de Antonio Palocci, o italiano como era chamado na planilha da odebrecht. 
É sabido por todos da obsessão de Moro em manter Lula preso e tirá-lo da disputa nas eleições desse ano. Já se comenta nos corredores do stf de que se Lula desistir da candidatura seria mais fácil a saida do cárcere e até mesmo a redução da pena. O juiz comete arbitrariedades. Palocci ser beneficiado por uma delação é um escárnio. Isso acontece devido ao viés ideológico dado as investigações e seu uso partidário. Que as prerrogativas sejam usadas para punir corruptos sim, mas de todos os partidos de todos os setores econômicos.  
O STF e o TRF-4 apontam 18 erros de Moro na operação Lava Jato. Resta saber até aonde vai a parcialidade do magistrado. 
Tribuna de Palmira 
Por: Wender Lima

Comentários

Anterior Proxima Página inicial