Vereadora sugere proibir obrigação de salto alto para mulheres no trabalho

A vereadora Marcelle Moraes (PV) enviou projeto à Câmara Municipal sugerindo a proibição de códigos de vestimenta diferenciados entre homens e mulheres em Salvador e que não respeitam a igualdade de gênero. No texto enviado ao legislativo nesta segunda-feira (27), ela destaca que as empresas devem ficar impedidas de impor o uso de salto alto por mulheres, além de qualquer outra "determinação com caráter sexista e discriminatório". "Não se pode permitir que em pleno século XXI as mulheres sejam obrigadas a seguirem regras de vestimenta nas empresas que trabalham, as quais são claramente sexistas, as diminuindo como melhores e como seres humanos que merecem respeito e possuem o direito à igualdade. Os homens não sabem o que é trabalhar por 8h ou mais em pé com saltos de que variam de 05 a 10 cm, e como isso debilita a própria saúde da mulher", critica Marcelle no projeto.  O projeto estabelece que as empresas que descumprirem a lei sejam punidas com multa no valor de dois salários mínimos. O pagamento seria feito diretamente ao funcionário que sofreu com a violação. Ainda não há previsão de quando a proposta deve ser votada na Câmara.

Comentários

Anterior Proxima Página inicial