Policial mata mulher e filho e depois se suicida, em Salvador

A perícia realizada pela Polícia Civil no apartamento do policial militar Cláudio Guimarães Müller de Azevedo, 43 anos, concluiu que houve um duplo homicídio seguido de suicídio no local. Cláudio, a esposa dele, Catarina Teixeira Müller, 39, e do filho do casal, Lucas, 12, foram encontrados mortos com marcas de tiro, na tarde desta quarta-feira (15). A família morava no Loteamento Aquarius, no 11º andar do bloco B, do Edifício Arpoador, na Rua Clara Nunes, no bairro da Pituba, próximo ao Colégio Anchietinha. De acordo com o perito criminal Ríbio Januário, a arma usada no crime estava com o PM. Ainda segundo o perito, o menino e o pai estavam no quarto do casal e a esposa no quarto da criança. Os cômodos não estavam trancados. Em nota, a Polícia Civil divulgou que o subtenente chegou ao prédio por volta das 1h30 da madrugada. Os disparos foram ouvidos meia hora depois de sua chegada. Ainda conforme a nota, mãe e filho foram baleados três vezes cada um. O policial se matou com um tiro na cabeça. A arma utilizada foi uma pistola ponto 40, do militar. A pistola foi encaminhada para o Departamento de Polícia Técnica (DPT) para perícia. Não foram constatados...

Comentários

Anterior Proxima Página inicial