Às vésperas da eleição, Temer vai facilitar renovação da CNH, diz coluna

O governo federal vai editar nos próximos dias uma medida provisória que facilita a renovação da carteira de habilitação, de acordo com a coluna Painel, do jornal Folha de S. Paulo. Isso é umamedida que visa melhorar a avaliação do presidente Michel Temer (MDB) a menos de dois meses da eleição. A proposta em estudo prega que a redução de exigências para renovação da CNH valha para todos os motoristas que tiverem até 55 anos. Após essa idade, a atualização do documento seria obrigatória a cada cinco anos, e a realização de exames a cada dois anos e meio.

O texto, que está sendo fechado pelo ministro Alexandre Baldy (Cidades), determinará que a partir da expedição da CNH, motoristas façam apenas exames médicos a cada cinco anos, e não mais precisem passar pela burocracia para renovar o documento.

Jussari: Homenagem do Prefeito Valete ao dia dos pais.

Comemorar o dia dos pais é reconhecer a importância de encontrar nele, o amigo de todas as horas, o modelo mais admirado, a força de um super-herói.
Que a verdadeira essência da sua missão esteja presente no seu dia-a-dia, nos conselhos, nas correções, nas alegrias e nos momentos difíceis… que suas palavras sejam ensinamentos, que as suas ações sejam exemplos e o seu amor seja a razão da sua existência, porque ser pai é ser espelho.
Que Deus abençoe a todos os pais, dando-lhes saúde, força, sabedoria e discernimento para criar os seus filhos nos caminhos do bem e da paz.
É o que deseja o Prefeito e amigo Antonio Valete   e família.
Por: Wender Lima.
Tribuna de Palmira.

Itaju do Colônia: Homenagem do Prefeito Djalma ao dia dos pais

Pai. Deus com sua infinita grandeza fez um ser inesgotável de amor, carinho, afeto e compreensão. Te deste o dom de ser alguém tão especial. Alguém que nos entenda e nos diz sempre a verdade… Alguém que nos transmite forças e sabedoria… Alguém que nos vê com os olhos do coração… Alguém que conhece nosso sorriso e até nosso olhar… Alguém que independente de classe, raça ou de cor, nos ama incondicionalmente.
Parabéns a todos os Pais do município de Itaju do Colônia. 
Por: Wender Lima.
Tribuna de Palmira  

Itaju do Colônia: Homenagem da vereadora Augusta ao dia dos pais

Quero nesse dia especial deixar meu carinho e meu abraço a todos os pais de Itaju do Colônia, Palmira e toda zona rural. Sou filha e sempre pude dar e receber esse carinho que não se pode expressar em palavras, mas com gestos e atitudes dignas
Ser pai é plantar raízes, é ensinar segurando a mão com coragem e determinação. Um pai tem a sabedoria de um mestre e a sinceridade de um amigo.
O homem quando se torna Pai passa a enxergar a vida de um jeito diferente, o horizonte muda, a vida ganha sentido, e os filhos são o combustível para a lida diária. Que Deus abençoe todos os Pais de nossa querido município de Itaju do Colônia.
Vereadora Maria Augusta.
Por: Wender Lima.
Tribuna de Palmira.

Palmira: Homenagem do vereador Toin Dedinho ao dia dos pais

Domingo é dia de dar um abraço no seu pai. Aproveito pra agradecer aqui o meu pai, grande Guinha, todo seu amor a nossa família. Hoje, como pai, sei do desafio que é educar os filhos, cuidar da família diante das dificuldades dos dias atuais. Aprendi com ele que a melhor herança que podemos deixar pro nossos filhos é o bom exemplo. Ao meu pai e a todos os pais, deixo aqui meu abraço e as minhas orações.
Vereador Toin Dedinho.
Por: Wender Lima.
Tribuna de Palmira.

Ilhéus: Homenagem de Cosme Araújo ao dia dos pais

Hoje, 12 de agosto, é um dia para se lembrar da importância do papel do pai na vida dos filhos. Um dia para se repensar os deveres e direitos inerentes a função de pai: um pai que sabe ouvir, educar, ensinar, dialogar, enfim, a figura paterna como braço acolhedor e protetor no seio familiar. Quero nesse dia passar uma mensagem de otimismo e parabenizar a todos os pais pauloafonsinos e que eles tenham sempre o discernimento de conduzir seus filhos para o caminho certo, para serem homens e mulheres de bem. Parabéns, Pais.
Uma homenagem de Cosme Araujo.
Por: Wender Lima.
Tribuna de Palmira

Primeiro debate presidencial tem tom morno e poucos ataques

Em um primeiro debate morno, promovido pela Bandeirantes, os candidatos à Presidência evitaram, com algumas exceções, ataques diretos e trazer temas polêmicos à tona na noite desta quinta-feira (9).

Presidenciáveis como Geraldo Alckmin (PSDB) e Ciro Gomes (PDT) não foram confrontados com seus pontos fracos, como o escândalo da Dersa, no caso do ex-governador de São Paulo, ou o temperamento explosivo do ex-governador do Ceará.

A ausência de Lula, preso em Curitiba por corrupção e lavagem de dinheiro, contribuiu para um embate menos caloroso. Nesse cenário, Guilherme Boulos, do PSOL, tentou assumir o papel de porta-voz da esquerda e se apresentou como "do partido de Marielle Franco", vereadora assassinada no Rio de Janeiro em março.

Foi ele, inclusive, que protagonizou um dos únicos confrontos em que o tom das acusações se elevou. Boulos questionou Jair Bolsonaro (PSL) sobre a funcionária de seu gabinete Walderice Santos da Conceição, que, segundo mostrou a Folha de S. Paulo, trabalha num comércio de açaí em Angra dos Reis, onde o deputado federal tem uma casa.

"Quando a Folha de S.Paulo foi lá, ela estava de férias. Ela é essa senhora, humilde, trabalhadora", disse Bolsonaro.

Ao ser questionado por Boulos se ele não tinha vergonha de manter uma "funcionária fantasma" e de ter auxílio moradia da Câmara mesmo tendo imóvel em Brasília, Bolsonaro respondeu que teria vergonha se "tivesse invadindo as casas dos outros", numa provocação ao líder do MTST (Movimento dos Trabalhadores Sem Teto).

"E não vim pra cá bater boca com um cidadão desqualificado como esse aí", completou Bolsonaro, encerrando sua fala antes do tempo.

Além de Boulos, o Cabo Daciolo (Patriota) também destoou do clima mais ameno, atirando sobre praticamente todos os opositores.

Dos 13 candidatos à Presidência definidos nas convenções, apenas oito participaram do debate: além de Bolsonaro, Alckmin, Ciro, Boulos e Daciolo, foram convidados Marina Silva (Rede), Álvaro Dias (Podemos) e Henrique Meirelles (MDB).

Todos se enquadram na determinação da lei eleitoral de que devem ser convidados candidatos de partidos ou coligações que tenham pelo menos cinco congressistas.

O outro seria Lula. O PT chegou a pedir à Justiça que ele fosse autorizado a participar via videoconferência.

Com o pedido negado, o partido resolveu fazer um debate paralelo, com o vice e potencial titular da chapa, Fernando Haddad.

ALCKMIN E BOLSONARO
O ex-governador Geraldo Alckmin (PSDB) foi o mais demandado pelos opositores mais bem posicionados nas pesquisas de intenção de voto, que evitaram Bolsonaro.

Marina, por exemplo, pressionou o ex-governador de São Paulo por sua aliança com o chamado "centrão" (DEM, PP, PR, PRB e SD).

"O sr. diz que é candidato à Presidência porque quer mudar o Brasil. No entanto, fez aliança com o centrão, que é a base de sustentação do governo Temer. [...] O sr. acha que isso é fazer mudança?", questionou a candidata da Rede.

Ciro, por sua vez, disse que a reforma trabalhista, defendida no debate por Alckmin como "necessária", "foi um erro" e "introduziu muita insegurança" no país. "Essa selvageria nunca fez nenhum país do mundo prosperar", afirmou o candidato do PDT.

Questionado em temas como violência contra a mulher e segurança pública, Bolsonaro manteve posições como a defesa da castração química para estupradores e um referendo para facilitar a venda de armas aos "cidadãos de bem".

"A violência só cresce no Brasil devido a uma equivocada política de direitos humanos. [...] O cidadão de bem, esse foi desarmado. O bandido continua bem armado."

Alvaro Dias foi um dos que mais tratou do tema da Lava Jato, dizendo que a operação "deve ser institucionalizada" como política de combate à corrupção, e citando novamente o juiz Sergio Moro como seu futuro ministro da Justiça.

Segundo a assessoria da Bandeirantes, o debate teve pico de 7,5 pontos de audiência, segundo o Ibope, e média de 6,1 pontos na Grande São Paulo. Cada ponto representa 71.855 casas ou 201.061 telespectadores.

Lula escreve carta de repúdio à sua exclusão no debate da Band

“A decisão de me excluir do debate entre os presidenciáveis, promovido pela Band, viola o direito do povo brasileiro e também dos outros candidatos de discutir as propostas da minha candidatura e até de me criticarem olhando na minha frente, e eu tendo o direito de responder. A candidatura que lidera as pesquisas é impedida de debater com as demais suas propostas e ideias defendidas por milhões de brasileiros. Viola também a liberdade de imprensa, impedindo que um veículo de comunicação cumpra seu dever de informar, e proibindo o público de exercer seu direito de ser informado. O nome disso é censura. Sou candidato porque não cometi nenhum crime e tenho compromisso com este povo que, em 2010, ao final de meu mandato, concedeu-me o maior índice de aprovação de um presidente na história deste país, com 87% de avaliação positiva. O Brasil precisa debater seu futuro de forma democrática. Ter eleições onde o povo, que já viveu dias melhores em um passado recente, possa escolher que caminho quer para o país, com a participação de todas as forças políticas da nação.
Luiz Inácio Lula da Silva”

Palmira: Vereador Toin Dedinho ouve reivindicações de lideranças indígenas

O vereador Toin Dedinho esteve na tarde desta quarta-feira dia 08, em reunião com lideranças da aldeia Pataxó hã hã hãe, da região do Panelão.
Na pauta um velho problema de infraestrutura que é a estrada que liga a região do Panelão até o Distrito de Palmira. Segundo Zé Carlos na foto acima ao lado do Vereador Toin Dedinho, a região conta com cerca de 200 famílias e os mesmos contribui com o ICMS (Imposto de Circulação Mercadorias e Serviços), entretanto estar encontrando dificuldades de escoar a produção como frutas, legumes e verduras devido ao péssimo estado das estradas. Na reunião ficou acordado uma parceria com o Poder Executivo em função da urgência de recuperar a estrada. Sensível a esta causa o edil, em conversa com o blog Tribuna de Palmira, garantiu levar tal reivindicação ao prefeito Djalma Orrico que certamente não medirá esforços para a resolução do problema.
Por: Wender Lima. 
Tribuna de Palmira.

Câmara aprova medida que isenta eixos suspensos de caminhões de pedágio

A Câmara dos Deputados aprovou nesta terça-feira (7) medida provisória que isenta os eixos suspensos de caminhões de cobrança de pedágio. O texto ainda tem que ser votado pelo Senado. A medida foi editada pelo presidente Michel Temer em maio, durante a greve dos caminhoneiros que paralisou as rodovias do país. 

A isenção dos eixos suspensos era uma reivindicação antiga da categoria, mas são contestados pelas concessionárias. Nas carretas vazias, os eixos sobressalentes são mantidos suspensos por economia. Dessa forma, não ocorre o desgaste dos pneus. Os sindicatos entendem que a isenção de pedágio é justificada porque, sem o contato do pneu com o solo, seria menor o desgaste do pavimento. 

As concessionárias argumentam que o desgaste do asfalto não estaria ligado diretamente à quantidade de eixos em toque com o solo, mas em função da pressão que cada eixo exerce sobre a via. A Câmara também aprovou outra medida provisória da greve dos caminhoneiros, que destina 30% dos fretes da Conab (Companhia Nacional de Abastecimento) para autônomos.

Confirmado como candidato ao governo, Rui aposta na figura de Lula em convenção

Costa (PT), preferiu apostar na figura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no discurso da convenção que homologou sua participação na disputa, realizada na manhã deste sábado (4), no Parque de Exposições, em Salvador.

Dedicando a parte inicial do seu discurso a falar sobre a prisão de Lula e das realizações dos governos dele no Brasil, Rui parece ter adotado a estratégica que deve ser uma das tônicas de sua campanha: apropriar-se da figura do ex-presidente preso.

"Não é o primeiro na história da humanidade que alguns que acham que o mundo é só para ele que querem punir aqueles que acham que o mundo é para todos. A semente que ele plantou ninguém nunca vai apagar nesse país", afirmou Rui, ao dedicar a convenção ao petista.

Como natural de um candidato à reeleição, também falou de realizações do seu governo. Deu destaque à área da saúde, citando a criação de 19 policlínicas regionais de saúde e a inauguração do Hospital da Mulher.

Algo que trouxe no discurso foi a questão econômica, considerada um dos pontos fortes de sua gestão, pelo fato de, em tempo de crise econômica, o estado não ter vivido o sufoco financeiro de outras unidades da federação.

O governador também apostou na imagem do homem de família. Agradeceu a mulher, Aline Peixoto, pela parceria e fez uma parte do discurso com uma das filhas pequenas ao lado.

Na questão política local, pediu voto para os dois candidatos ao Senado na chapa: o ex-governador Jaques Wagner (PT) e o presidente da Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA), Angelo Coronel (PSD).

"Pra Bahia seguir em frente, ela precisa dos dois senadores remando a favor da Bahia. Em outros estados, a gente via senador boicotando seu estado, porque ele era adversário politico do governador", declarou.

Ao falar de Coronel, referiu-se indiretamente ao processo que deixou a senadora Lídice da Mata (PSB) fora da majoritária, para dar lugar ao presidente da AL-BA. Disse que os partidos deixaram a "vaidade de lado", o que possibilitou a coesão do grupo.

O candidato também defendeu a atividade política, que está em descrédito atualmente junto à população brasileira. Fez apelo para que as pessoas não virem as costas para a política.


  1. "A melhor forma de consertar nosso país não é virar as costas para a política. Se a gente deixar de cuidar do que a gente gosta, as raposas vão tomar conta do galinheiro. Os abutres vão voltar do passado e a fazer a gente sofrer muito", avaliaou

Romaria leva 550 mil pessoas a Bom Jesus da Lapa

Conhecida como capital baiana da fé, Bom Jesus da Lapa recebe 550 mil romeiros durante a principal festa religiosa do município, iniciada dia 28 e que prossegue até segunda-feira (6). Hotéis e restaurantes estão entre os setores econômicos mais beneficiados com a chegada dos visitantes nos 10 dias da tradicional romaria do Bom Jesus, realizada há 327 anos. Romaria Bom Jesus Lapa-Proc. Luminosa.

O número estimado de romeiros é 10% maior do que em 2017, segundo o padre Devaldo Menez, reitor do Santuário de Bom Jesus da Lapa. Sozinha, a cidade recebe de 2,5 milhões de visitantes/ano atraídos pelo turismo religioso: praticamente a metade do fluxo turístico previsto pela Igreja Católica para toda a Bahia. 

Dentre os principais mercados emissores de turistas para a cidade estão a própria Bahia, Espírito Santo, Minas Gerais e São Paulo. São destes estados os hóspedes que lotam, até a próxima quinta-feira (9), os 12 quartos da pousada Santa Rita, a 100 metros do santuário. “Não há mais vagas para os meses de setembro e outubro”, explicou a gerente Karla Farah.

Convenções de José Ronaldo e Rui Costa tendem a mostrar ritmo da campanha de 2018

Os dois próximos dias serão os derradeiros para articulações políticas nesse período de “pré-campanha eleitoral”. Depois da convenção do DEM, que confirmará José Ronaldo como candidato, e do PT, que apresentará Rui Costa à reeleição, a campanha deve começar “pra valer”. E o que esperar do processo eleitoral? Melhor não criar grandes expectativas.

Expliquemos. Não há qualquer perspectiva de que temas caros à sociedade baiana sejam abordados de maneira aprofundada. De experiências prévias depreendemos que os candidatos devem ser rasos o suficiente para fingir tratar de assuntos como saúde, segurança e educação, porém sem efetivamente discutir detalhadamente soluções para os problemas. Por duas razões básicas: quem está no governo tende a ver o copo “meio cheio” e quem está fora acha que o copo está “meio vazio”.

Rui vai usar e abusar do apelido de “Correria”, que entrega obras e que muda a realidade dos municípios pelos quais o governo da Bahia passa. Mesmo que no interior haja uma parcela de descontentes, que sugere que o petista governou apenas para a capital, não faltarão defensores de que as políticas públicas iniciadas por Jaques Wagner tiveram sequência na atual gestão. Com avaliações positivas, é candidatíssimo à reeleição e, caso use as estratégias adequadas, dificilmente deixará grudar nele as acusações que a oposição deve fazer ao longo da jornada.

Já José Ronaldo terá a dificuldade de se mostrar um candidato efetivo, fora da pecha de cumpridor de tabela a que foi alçado depois de substituir o então candidato da oposição, o prefeito de Salvador, ACM Neto. O democrata também tem pontos positivos, porém o pouco espaço de tempo de campanha o impedirá de torná-los conhecido. E os ataques que deve fazer a Rui precisam ser muito efetivos para transformar o governador em um alvo atingível. O petismo na Bahia criou uma estrutura de perpetuação no poder que apenas uma hecatombe ou um nome extremante competitivo poderia removê-lo do páreo.

Por coincidência os dois últimos a serem oficialmente declarados candidatos são os que devem criar mais condições de tornar o debate eleitoral menos chocho do que a atual expectativa. João Henrique (PRTB), Célia Sacramento (Rede), Marcos Maurício (PSDC), João Santana (MDB) e Marcos Mendes (PSOL) serão coadjuvantes em um espetáculo aparentemente previsível. Todavia, caso algum deles consiga furar a predominância de Rui e José Ronaldo na imprensa, a discussão pode render boas pérolas.

O tom adotado pelos candidatos do DEM e do PT nas convenções pode ser um prelúdio do que podemos esperar durante a campanha eleitoral em si. Se os candidatos fossem Rui Costa e ACM Neto, o ringue estaria bem perto de uma disputa de MMA. Agora, com José Ronaldo no posto de principal nome da oposição, o jeito é torcer para que o embate seja ao menos próximo de boxe olímpico – mais cordial e menos violento.

Fachin pede celeridade em julgamento do pedido de liberdade de Lula no STF

O ministro Edson Fahchin, do Supremo Tribunal Federal (STF), quer que a Corte tenha celeridade no julgamento do pedido de liberdade do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. A defesa do petista quer suspender os efeitos da condenação em segunda instância, ou seja, a prisão e a inelegibilidade. 

Em entrevista concedida nesta quarta-feira (1º), o ministro disse que a data da votação depende da presidente do STF, ministra Cármen Lúcia, que é a responsável por definir a pauta do Supremo. O recesso do judiciário foi encerrado nesta terça-feira (31). 

O prazo limite para o registro de candidatura no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) é o dia 15 deste mês. Questionado sobre a necessidade de haver um julgamento sobre o caso de Lula antes desta data, Fachin declarou que toda celeridade em matéria eleitoral é importante para não deixar dúvida no procedimento”.

CONFIRA VAGAS DE EMPREGO NO SINEBAHIA EM ITABUNA E EM JEQUIÉ NESTA 3ª

As unidades do SineBahia em Itabuna e em Jequié oferecem 35 vagas de emprego nesta terça-feira (31). Das vagas, 27 são para quem reside no município sul-baiano, a maioria exigindo nível médio ou formação técnica. Em Jequié, quase todas as oportunidades são na área da saúde.
Os interessados devem procurar a unidade do SineBahia em um dos dois municípios. Exige-se apresentação de carteiras de Trabalho e de Identidade (RG), CPF e comprovantes de escolaridade e residência. Nos dois municípios, o SineBahia funciona em postos do SAC.
Proxima